Eu faço parte da “congregação dos que não se envergonham”.

Tenho o poder do Espírito Santo.

Já pisei a linha divisória.

A decisão está feita.

Sou discípulo dele.

Não vou olhar para trás, vacilar, desacelerar, voltar atrás ou me calar.

Meu passado foi redimido, meu presente faz sentido e meu futuro está garantido.

Esgotei e abandonei o viver rastejando, o andar contemplativo, o planejar acanhado, os joelhos sem calos, os sonhos sem cor, as visões domesticadas, as conversas mundanas, o contribuir mesquinho e os alvos diminutos!

Já não preciso de preeminência, prosperidade, posição, promoções, aplausos e popularidade.

Não tenho de sempre estar certo, ser o primeiro, estar no topo, ser reconhecido, louvado, percebido ou recompensado.

Hoje eu vivo pela presença, descanso pela fé, amo pela paciência, ergo pelo poder da oração e trabalho pelo poder.

Meu rosto está determinado, minha postura é firme, meu objetivo é o céu, minha estrada é estreita, meu caminho é rude, meus companheiros são poucos, meu guia digno de confiança, minha missão clara.

Não posso ser comprado, comprometido, desviado, enfeitiçado, forçado a retroceder, diluído ou atrasado.

Não fugirei diante do sacrifício, nem hesitarei na presença da adversidade, não negociarei à mesa do inimigo, nem pararei para pensar diante da pesquisa de popularidade ou me desviarei no labirinto da mediocridade.

Não desistirei, não me calarei, não cederei nem me “queimarei” até que tenha pregado tudo, orado tudo, pago tudo, armazenado tudo e permanecido de pé pela causa de Cristo.

Sou um discípulo de Jesus.

Tenho de seguir até que ele venha, doar-me até cair e pregar até que todos conheçam.

E quando ele voltar para buscar os que lhe pertencem, ele não terá dificuldades em reconhecer-me… minha bandeira será nítida.

Meu desejo é que nossas convicções bíblicas a respeito de Deus, do Senhor Jesus Cristo e do nosso chamado nos conduzam a compromissos sérios, saudáveis e corajosos no reino de Deus.

* O texto acima foi encontrado na zona rural da África, autor desconhecido.